o fim do pan merecia um postzinho. fica pra amanhã: é hora de falar da queda do ney franco no flamengo, q levou ao retorno de joel santana

é o seguinte: antes da derrota para o gremio no fds passado, a direçao do fla declarou à imprensa q o tecnico ney franco nao corria riscos de ser demitido (o q todos nós sabemos q é sempre senha pro cara vazar, mas vamos chamar isto de mentira nº 1)

logo após o jogo e a chegada conturbada no rio de janeiro, kleber leite e direçao dizem q os proximos 2 jogos, contra america de natal e corinthians – um em juiz de fora, q “tecnicamente” servia como nosso mando de campo embora seja em minas, e outro na casa do adversario em sao paulo – serao vitais para a permanencia de ney. resultado: uma vitoria “em casa” e um empate contra o corinthians. 4 pontos em 2 jogos, sendo um deles fora de casa, é um retrospecto bom, nao? mesmo assim, ney vazou (mentira nº 2)

após o jogo com o corinthians, kléber diz na rádio globo: “após o jogo, tivemos um consenso, inclusive por parte dele (ney). nao teria porque insistir. agredecemos a sensibilidade dele, mas é uma hora em que a gente precisa sacudir e fazer uma mudança”. ney franco já havia brincado q estaria desempregado durante a semana e sempre deu a aparencia de ser um sujeito tranquilo, mas duvido q tenha simplesmente achado normal ser mandado pra rua poucos meses após descartar uma proposta rica das arabias e assinar uma renovaçao com o fla, ainda mais com todas as situaçoes desfavoraveis fora de seu controle q enfrentou nos ultimos meses (vamos chamar entao de declaraçao duvidosa nº 1)

o globoesporte.com dá conta q o estopim da saída de ney teria sido a nao-escalaçao do reforço roger entre os titulares neste jogo com o corinthians hje. o meia entrou no segundo tempo e teve participaçao importante no empate… depois de ficar perdido em campo por 15 minutos e perder bolas q resolveram em contra-ataques corintianos, um deles gerando o segundo gol do alvinegro, e antes de cansar nos 10 minutos finais. o roger claramente se encaixa bem no time e pode mudar o fla, mas nao tinha condiçoes para mais de um tempo. ainda assim, os dirigentes queriam roger em campo desde o inicio (chamaremos esta de idiotices egotisticas classicas de cartolas nº 1)

o mesmo globoesporte.com, porem, destaca q kleber já teria falado com 5 treinadores sobre a vaga. a nota foi publicada poucos minutos depois da meia-noite de domingo pra segunda. entao vamos lá: o jogo acabou às 6 da tarde. digamos q kleber e ney tiveram a tal reuniao em 5 minutos (nao precisa de mto tempo de reuniao pra um “consenso” em torno de uma demissao). mais 15 minutos no minimo de coletiva e entrevistas com setoristas. antes de 6 e meia ele nao teria falado com ninguem. entao, em mais ou menos umas 6 horas, no meio das quais kleber e o fla tiveram q enfrentar o transito de sampa, ir para o aeroporto, pegar o vôo pro rio e voltar pra casa, ou tvz no caso do kleber direto pro clube, ele falou com 5 treinadores?? (esta vira a mentira nº 3)

kleber está seriamente tentando despistar a imprensa, e admite até contratar um tecnico q esteja empregado em outro clube. mas se já nao era óbvio q kleber já tinha o substituto em mente bem antes do jogo contra o gremio, fica claro qdo joel santana, já comentado como provavel novo tecnico do time por toda a semana, é confirmado como novo treinador às 1:30 da madruga de segunda (entao fica como mentira nº 4)

por ultimo, fica a declaraçao pós-jogo do corinthians em q kleber lamenta a saída de ney franco, dizendo: “foi um treinador que, em pouco mais de um ano, deu 3 voltas olimpicas, mas, infelizmente, esta é a nossa cultura”. qual cultura, a de ceder a qqr pressao da torcida? a de trocar um novo e promissor treinador 3 vezes campeao em um ano por um tecnico velho e cujo maior feito no flamengo foi nos tirar do rebaixamento 2 anos atrás? ou a de ser uma zona tao absoluta q se criou toda a situaçao q levou ney a perder o controle do time? ou ainda a de se ter uma agenda secreta com interesses q vão além do flamengo? (bobagem nº 1 e mentira nº 5)

como torcedor, fico aqui sem saber o q fazer. o primeiro tecnico a dar um padrao de jogo e obter sucesso no clube desde o nelsinho baptista, q conseguiu as melhores atuaçoes do time desde o abel braga, foi mandado embora e trocado por um sujeito ultrapassado e conhecido por se amarrar numa pinga. o fla deixa bem claro q nao acredita numa recuperaçao q possa levar à copa sul-americana ou à libertadores (sao 3 jogos a menos, todos em casa, e daqui até novembro tem 6 jogos no maracanã por mês) e acha q a briga é essa mesmo, fugir do rebaixamento apenas

em 2005, qdo joel assumiu o fla, eu desisti. o elenco era pavoroso, mto pior do q agora. obina tava mto gordo, fernando tava na zaga, diego era o goleiro titular, da silva teve problema pulmonar, foi bizarro. pra mim, kleber e joel no fla era a prova cabal q cairíamos. o clube tava merecendo tbm: precisava cair pra aprender, ajeitar, expulsar esse bando de aproveitadores da gavea e remontar tudo. ignorei o futebol até o fim do campeonato, nao ia torcer por um time q nao me representava, nao representava ao fla

bom, 2 anos depois, nao caímos, ganhamos uns titulos e tudo ficou na mesma. estamos na mesma situaçao exatamente. dessa vez eu nao vou parar de torcer pq acho q o time é bem melhor, as condiçoes do segundo turno sao amplamente favoraveis pra nos recuperarmos e eu acabei de comprar a camisa nova. mas vou dizer o seguinte: tem mta coisa errada nesse clube, e kleber e joel tem tudo a ver com isso. estamos refens de kleber e marcio braga quase da mesma forma q o vasco é refem de eurico. q deus ajude a todos nós

Anúncios